Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

This is me

pela simplicidade do que me move

This is me

pela simplicidade do que me move

Os verdes

C1108FE1-A935-4608-9B21-FF711140E8B8.jpeg

Faz hoje uma semana que decidi deixar de comer carne.

Há algum tempo que tenho vontade de me tornar vegetariana, tanto por razões pessoais como por uma tentativa de ver se deixamos este planeta durar mais uns milénios e não o destruímos por aquilo que fazemos à nossa floresta e com a poluição de geramos com a quantidade de vacas que se criam para satisfazer a maioria dos seres de duas pernas que as compram.

O grande problema desta minha vontade enorme de ser vegetariana prendesse com o facto da quantidade de legumes/vegetais que eu tolero, que posso descrevermos uma listita: alface, rúcula, brócolos e... não, é mesmo só isto.

Portantooooo, tendo em conta que o meu gosto por cenas saudáveis e vindas da bela da terra não é propriamente a coisa mais fascinante do mundo, tudo se torna mais complicado.

Acontece que surgiu na minha vida uma frase que me cativou “dividir para conquistar”.

E voilà, deixei a minha vontade de comer um grande bife cheio de sangue e agarrei me à variadíssima gama de verdes que consigo comer sem vontade de vomitar.

Tenho a dizer que não me custou nada, até agora, e espero conseguir aumentar a gama de receitas que tenho vindo a conhecer.

Ora bem mas indo ao que vos interessa, para as pessoas que me têm pedido dicas então aqui vai:

Primeiro de tudo, se gostam de carne e querem deixar de a comer epah tenham um motivo forte sff, é que deixar de comer um belo bife só por moda caguem já nisso!

Se efetivamente têm um bom motivo para se abraçarem aos verdes então comecem por etapas, esqueçam a ideia do radicalismo, no stress, se começarem por reduzir já estão a melhorar alguma coisa. Comecem por deixar as carnes vermelhas e gradualmente vão retirando o resto.

Podem começar a pesquisar umas receitas na net, pratos de peixe são uma boa maneira de iniciar o caminho.

Quando pensarem em deixar as carnes brancas não sejam tolos e procurem primeiro alimentos que possam substituir as vitaminas que continuam a precisar, ok??? Vamos lá a ser todos crescidinhos e ter a cabeça no sítio, deixar de comer carne não significa que o nosso corpo deixa de precisar daquelas vitaminas, nãoooo maltaaaaaaaa, continuam a precisar de ter uma alimentação variada e completa (tshanaaaaa).

Eu estou na fase dos vegetais e do peixe, ainda ando na descoberta dos ingredientes com os nutrientes suficientes para substituir a carne, e do que consigo comer, porque tenho o tal problema de ser só super esquisita.

Espero daqui a uns tempos já estar só nos verdes, mas por enquanto tenho-me sentido muito bem com esta minha nova alimentação.

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D