Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

This is me

pela simplicidade do que me move

This is me

pela simplicidade do que me move

Ele

1D53A66A-8DB4-42C7-95FC-DB046EB546C1.jpeg

Ele é o meu mundo.

Hoje os 25 são dele e eu sinto que este dia é tão importante como se fosse o meu. E sim eu sou mais velha e portanto que não restem dúvidas de quem manda.

Ele continua a ser aquele miúdo que conheci no secundário, mas ainda mais giro. Mantém aquela cara de mau quando está só no seu estado natural, tipo com um ar que vai bater em alguém e que obviamente só eu iria arriscar-me a perguntar-lhe as questões do teste de matemática, sendo que ele afinal tinha só passado o teste todo a dormir.

Ele ainda me surpreende com o seu carácter, com as suas piadas e com os seus sonhos sempre no alto.

Foi graças a ele que eu aprendi a tirar os pés do chão e a ganhar gosto por isso. É ele que todos os dias me isentiva a deixar o pessimismo e o realismo de lado e acreditar mais em mim, querer ir mais longe e que sair da zona de conforto pode tornar-se a melhor sensação do mundo.

Nunca fui lamechas nem nunca gostei de demonstrar grandes sentimentos, mas ele faz-me fazer figuras parvas no meio da rua para toda a gente saber o quanto o amo.

Nunca tive grande paciência para crianças, mas ele faz-me querer ser mãe.

Sim ele tem defeitos (alerta meninas leiam esta frase para tirarem já da ideia a tentativa de mo roubarem). Mas os defeitos dele são o que me dá gozo de lhe continuar a ensinar qualquer coisa. É cada vez mais comum dizerem-nos que somos parecidos, que ele é a minha versão em homem. Sim ok até podem ter alguma razão, mas isso acontece muito pelo facto de termos vindo a crescer juntos. O que não gosto nele faço por lhe ensinar a ser melhor, e ele a mim, e é isto que gosto mais neste meu homem. Ele faz-me querer ser cada vez melhor.

Este foi só o nosso primeiro quarto de século juntos, calma que ainda estão pelo menos mais 3 para chegar.

Muitos parabéns meu amor.

Gosto de ti do tamanho do universo.

Lonely sock

ED89B9E2-C7D6-42D7-AB63-03E81716ACBB.jpeg

Há pessoas que nascem com um dom, eu conheço algumas, com vários dons mesmo.

Há cerca de um mês assisti ao primeiro concerto de uma banda que me é muito querida, os Lonely Sock. São só para aí o casal mais maluco que eu conheci até hoje, mas a sério que cantam para caraças.

A Magda entrou na minha vida por obrigação, que fique bem claro e não restem duvidas de que ela me obrigou a ser amiga dela. E a culpa foi do piano.

Numa bela sexta feira à noite, depois de um dia de trabalho, convenceu-me a ir beber um copo ao Cais do Sodré. Entre uns copos e umas conversas eu continuava a explicar-lhe que ela era apenas minha colega de trabalho, mas ela insistia que queria ser minha amiga, e não é que me conseguiu enganar??? É verdade! A rapariguita mais nova da empresa, que trabalhava todos os dias ao meu lado com aquele ar de croma e aquelas conversas meio estranhas sobre jogos de computador, apostou comigo que sabia tocar piano. Tipo piano?? No way!

Raios parta à gaja que afinal sabia mesmo tocar piano, e a aposta tinha mesmo sido que eu seria amiga dela se ela ganhasse.

Ora que raio, lá fui eu obrigada a aceitar aquela loira gira na minha vida. E que puta de sorte que eu tive! A Magda, a miúda que me parecia só uma croma que se dava bem com números acabou por ser uma das maiores surpresas da minha vida, uma das melhores pessoas que tenho comigo.

Numa das muitas noites que se seguiram ela reencontrou o Guilherme, e não é que o gajo também sabia tocar piano?! WTF mas em santarém o peeps tem todo jeito para a música??? Não percebo bem esta cena, mas tass bem, eles dão-lhe muito e isso basta.

Não existe pessoa mais compatível com aquela miúda, aquela minha miúda. Eles são mesmo do caraças, e cantam e tocam e são giros. Mais alguma coisa que queiram?? Anh?? Podem deixar outros casais também terem alguma piadita sff??

Estes giraços vão dar o seu segundo concerto já na próxima semana, dia 23 de janeiro a partir das 18:30h no Purista-Barbière no Chiado. O primeiro concerto foi demais e eles encheram a sala, portanto prevê-se que a história se repita.

Aproveitem o desconto de 5€ para assistir a uma das melhores bandas da nossa geração e escrevam LONELYS1 na app “fever”. O bilhete dá-vos uma bebida de oferta e a possibilidade de ouvirem 4 bandas ao vivo num concerto acústico que se realiza de forma intima e única.

Acompanhem o evento em:

Evento - Concerto Lonely Sock

 

 

Os meus

57F89171-CC71-45C0-87FB-339E40E0F799.jpeg

 

Em janeiro de 2012, no auge da minha rebeldia, festejei os 18 anos como tinha imaginado nos últimos meses da chegada do grande dia.

Fiz a lista dos convidados, aquelas listas infinitas dos amigos que dizemos que são os melhores do mundo, que são para sempre e que nunca nos vão magoar ou desiludir. 

Sabem aquelas festas de adolescentes que vemos nos filmes, com pessoas por todo o lado, garrafas espalhadas um pouco por todas as divisões da casa e nos cantos mais impossíveis de imaginar? Aquelas festas em que olhando à volta fica impossível de reconhecer a casa e de sequer falar com todos os convidados?

Exato, foi assim que aconteceu.

Estavam mais de 80 pessoas reunidas para festejar o meu aniversário, havia música e barulho por todo o lado, houve muita dança, houve muito riso. 

Passados 7 anos voltei a fazer a lista dos convidados, agora uma lista bem mais reduzida. 

O tempo vai-nos dando lições, vamos aprendendo quem são as pessoas que estão efetivamente conosco e que merecem o nosso melhor.

Hoje a minha definição de amizade é diferente, hoje são poucos os que considero amigos, são poucos os que confio para falar dos meus segredos e dos meus planos.

Passados 4 dias ainda se festejou o meu aniversário e foi tão bom. Não fomos muitos, mas vocês valem tanto! 

Obrigada a cada um de vocês que numa noite tão fria deste janeiro saiu do conforto da sua casa para estar comigo. Obrigada por serem assim, obrigada por serem pessoas incríveis.

Se este ano eu quis festejá-lo convosco então acreditem que eu quero-vos sempre comigo. 

Óbvio que vão ter de continuar a aturar as minhas pequenas loucuras, claro que vão ter de continuar a levar comigo, mas a vida é mesmo assim, agora que gosto tanto de vocês estão lixados porque eu já não vos deixo fugir. 

Vocês são os maiores!

Obrigada meus amores.

Um quarto de século

6AC5434F-8183-48DB-B49E-D7DA2E405CE2.jpeg

Cheguei ao meu primeiro quarto de século.

Ontem foi um dia especial. Este aniversário decidi passá-lo com a minha família, na minha casa.

Sou daquelas pessoas que gosta de fazer anos, gosto de ter um dia que é meu, gosto de receber abraços e beijos, gosto de receber aquela mensagem ou aquela chamada de pessoas que eu sei que são minhas mas que a vida nos vai afastando.

Normalmente o meu aniversário é o belo do dia que junto os amigos todos, os da infância, os dos escuteiros, os do secundário, os da faculdade, os do trabalho e todos os que a vida simplesmente me foi trazendo noutras situações.

É a noite de se comer e beber bastante, de se dançar até de manha, de poder falar alto porque é o meu dia e não interessa nada se o tom de voz está mais esganiçado.

Este ano não foi assim. Este ano eu quis que o meu dia fosse com aqueles que são sangue do meu sangue. Porque faz sentido. Porque com o passar do tempo damos valor a outras coisas, porque 2018 foi um ano de muito crescimento e aprendizagem. E porque eles são o que tenho de mais meu no mundo.

A minha família não tem o hábito de se juntar imensas vezes ao ano, e de fazer muitos almoços pela tarde fora, e tirar muitas fotos para recordar num natal longínquo. Nós somos de nos juntar no natal e na páscoa. Sempre foi assim, mas eu gosto tanto desses poucos momentos.

São os dias de desligar das tecnologias e de por a conversa em dia. Gosto tanto deles. Não somos muitos, mas o pouco para mim sempre valeu tanto.

Este ano foi diferente, e foi tão bom.

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Janeiro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D